segunda-feira, 25 de junho de 2012

UM MÉDICO QUE NOS OUÇA

Não sei o que acontece com os Profissionais da Saúde, entitulados "médicos".
Consultar um paciente hoje com a demanda de "médicos" que a nossa Saúde Pública tem é terrível.
Mas, com o tempo estraçalhado e o financeiro despedaçado, somos obrigados a suportar o atendimento desses médicos...
Aconteceu comigo...
Domingo, à tarde, você está na luta desde o dia anterior (sábado), e sua filha sentindo dores, a solução é levá-la ao "médico" e, fui ao hospital de Chorozinho.
Ao chegar, além da espera, você entra olha para o profissional  e pensa: Vou contar o que acontece com ela (filha) para ele dar um diagnóstico preciso.
- Dr. minha filha, como o sr. está vendo, é alta demais para sua idade, então...(fui interrompido)
-Apenas me diga o que ela está sentindo. Respondeu o "médico"
Isso me deixou sem jeito na frente de minha filha.
(Pôxa, como é importante o Curso de Pedagogia que estou fazendo, pois eu tenho a missão de acabar com espirito arrogante que eles tem desde a infancia, juventude...onde o professor terá que impor éticas, boa moral, e humildade para que no futuro não se transformem no tipo de "médico" que me atendeu.)
O "médico" apenas olhou para mim (nem para minha filha olhou, acreditem), e passou a receita de uma injeção (Dipirona) para cessar a dor...Pelo menos deveria ter analisado a postura física, dialogado um pouco e talvez opinasse algo além da receita.
A Sociedade não quer um amigo médico, mas médico amigo. E que nos ouça com atenção.
O Conceito de médico , pelo menos dá algo que seria parecido com médico amigo
"Tanto o papel do médico e o significado da palavra variam significativamente ao redor do mundo, mas como compreensão geral, a ética médica requer que médicos demonstrem consideração, compaixão e benevolência frente a seus pacientes." http://pt.wikipedia.org/wiki/médico

 Porém não quero generalizar o profissional, existem médicos bons, médicos atenciosos.
 Mas somente através da criticidade, do falar, somos capazes de salvar o profissionalismo, que cada médico passou anos aprendendo.
 
Então, além da ética médica, esperamos o lado humano que deveriam ter. 

(não citei o nome do médico, esta é minha ética, em uma postagem crítica)